Páginas


(clique abaixo para ouvir a música)

LITURGIA DIÁRIA

LITURGIA DIÁRIA - REFLEXÕES E COMENTÁRIOS

Diário de Quarta-feira 30/07/2014


Quarta-feira, 30 de julho de 2014


"É possível repousar sobre qualquer dor de qualquer desventura, menos sobre o arrependimento. No arrependimento não há descanso nem paz, e por isso é a maior ou a mais amarga de todas as desgraças."
( Giacomo Leopardi )



EVANGELHO DE HOJE
Mt 13,44-46

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


- O Reino do Céu é como um tesouro escondido num campo, que certo homem acha e esconde de novo. Fica tão feliz, que vende tudo o que tem, e depois volta, e compra o campo.
- O Reino do Céu é também como um comerciante que anda procurando pérolas finas. Quando encontra uma pérola que é mesmo de grande valor, ele vai, vende tudo o que tem e compra a pérola.   

Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Alexandre Soledade


Bom dia!
Gostaria de começar recordando que ontem lancei uma pergunta partindo do dialogo de Jesus com o Jovem rico: O que falta ainda?
O evangelho de ontem e o de hoje nos convidam à auto-análise. O de hoje enfatiza o de ontem por ser uma continuação natural do dialogo de Jesus com seus discípulos.
Reparem que Pedro fica inquieto com a fala de Jesus. A palavra o faz vibrar, se incomodar, (…).Talvez um misto de medo e desconfiança: “Será que até nós, seus discípulos, não seremos salvos”? Essa pergunta poderia pairar por seus pensamentos tranquilamente. Não conheciam ou concebiam plenamente a natureza divina de Jesus.
O posicionamento do Senhor me lembra uma frase de Dom Bosco que, dentre outras técnicas pedagógicas, dizia que existe uma corda que vibra dentro de cada um, bastando apenas que a encontremos. Jesus conseguia fazer isso com muita maestria. Ele tocava em aspectos especiais que por vezes queremos esconder.
Não dá pra ocultar um elefante num gramado de futebol. Talvez essa seja essa a forma que tentamos esconder nossas mazelas e imperfeições (elefantes) dos olhos atentos do Senhor. De tempos em tempos Ele também nos faz vibrar, ou seja, refletir. Essas situações nos mantém atento, pois não estamos prontos e tão pouco acabados.
Quanto mais erros temos, mais devemos apresentá-los sem receios a Deus. É rolando na areia que o passarinho retira os parasitas que vivem entranhados na sua penugem. Não é fugindo, se escondendo das correções que irei crescer. Tai a importância de se viver em comunidade. O irmão que cresce a nosso lado, por mais difícil que seja colabora para nosso crescimento através de seus comentários e criticas.
As criticas mais duras, por mais que nos abalem no primeiro momento, nos despertam para a vigilância, o zelo e a construções mais minuciosas.
“(…) Meu filho, se me ouvires com atenção, serás instruído; se submeteres o teu espírito, tornar-te-ás sábio. Se me deres ouvido, receberás a doutrina. Se gostares de ouvir, adquirirás a sabedoria. Permanece na companhia dos doutos anciãos, une-te de coração à sua sabedoria, a fim de que possas ouvir o que dizem de Deus, e não te escapem suas louváveis máximas“. (Eclesiástico 6, 33-35)
Aprendemos a fugir das correções. Não podemos fazer isso.
Quem coordena, está a frente, lidera, (…) deve aprender a ouvir por mais que lhe pareça absurdo o que é dito. Talvez até seja, mas precisamos estar atentos, pois após a tempestade, alguma brisa leve, um vento impetuoso, pode soprar daquela discussão que suscite o que realmente Deus deseja.
Temos irmãos e irmãs que sucumbiram na tristeza como o jovem rico por não querer ouvir. Ministérios de música, pregadores, padres, religiosos que odeiam ser repreendidos justificando que o padre, a liturgia, o coordenador do CPC, (…) é que esta “cortando a ação do Espírito Santo”. Muitos desses alegam que a igreja sofre pelas podas que recebem, mas na verdade, esses irmãos “manés” apenas aumentam o capim em volta dos seus elefantes.
Tem que arrumar um culpado desde que não tenha que assumir a sua própria culpa! (hunf!)
Ai entra a auto-análise do evangelho: E EU?
Vi recentemente um padre sendo preso no Paraná porque estava alcoolizado. Talvez Jesus tenha dito a Ele no silencio de sua cela “(…) aquele que, por causa de mim e do evangelho, deixar casa, irmãos, irmãs, mãe, pai, filhos ou terras, receberá muito mais, ainda nesta vida. Receberá cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos, terras e também perseguições. E no futuro receberá a vida eterna”. Portanto Levante! Exponha a Deus o seu elefante e peça a força para continuar.
Um imenso abraço fraterno.




CURIOSIDADES


Quanto o Brasil desperdiça de água?


No Brasil, cerca de 40% de toda a água é jogada fora. Nosso país perde, por ano, R$ 7,4 bilhões por falta de infraestrutura relacionada ao uso da água, falta de investimentos e falta de manutenção dos sistemas de distribuição.

A atual rede de distribuição de água do Brasil perde 32,1% da água com falhas técnicas e desvios ilegais. O Estado do Amapá é líder em desperdício, com uma taxa de 73,3% de desperdício.

Na prática, quase um trilhão de litros de água são desperdiçados apenas pelas redes de distribuição de São Paulo. Esses dados nos fazem entender a atual crise de abastecimento que a região sudeste do Brasil vive nos dias atuais.

Hoje, o governo busca formas de racionamento de água. O Estado de São Paulo, um dos mais afetados pelo problema, vive a maior seca dos últimos 80 anos e, ainda assim, desperdiça muita água.

Apenas a água que é perdida no sistema de distribuição daria para preencher 263 mil piscinas olímpicas. Por dia, o consumo médio dos moradores de São Paulo é de 183,1 litros de água.

O Sistema Cantareira apresenta hoje o menor nível em duas décadas. A Sabesp, companhia de água do Estado de São Paulo, afirma que o consumo de água aumentou muito por conta do crescimento desordenado das periferias, especialmente na região metropolitana de São Paulo.

Para fins comparativos, na Europa e nos Estados Unidos, a taxa de desperdício de água varia em torno de15%. Na cidade de Tóquio, considerada modelo no controle de perdas do recurso natural, a porcentagem é de apenas de 5%.

Para especialistas, o combate ao desperdício deve ter várias frentes, incluindo a educação e conscientização dos consumidores e distribuidoras.

SitedeCuriosidades.com:




MOMENTO DE REFLEXÃO


Por que você liga tanto para coisas que não deveriam incomodar?
Por que temos esse estranho jeito de querer resolver tudo?
As vezes até o que não é do nosso meio, nem da nossa capacidade.
Nos perdemos em discussões tolas, esforços em vão, suor a toa.
Para o nada...

Perdemos um tempão com coisas bobas, brigas tolas.
Discutimos muito para saber quem tem razão.
Lógico que, querendo sempre ter a razão.

E assim, perdemos tempo precioso, perdemos amigos, amores, conhecidos.
Tudo porque queremos ter a razão, reafirmar que somos "superiores".

O que realmente importa é fazer o que nos faz bem e que pode ser repartido, compartilhado, dividido com outros.

Não perca saúde, alegria, vida e amigos discutindo o vazio.
Melhor é ter emoção, coração do que razão.
A razão passa, se perde.
A emoção pode ser eterna.



Paulo Roberto Gaefke

Diário de Terça-feira 29/07/2014



Terça-feira, 29 de julho de 2014


“Você não pode evitar que os problemas batam à sua porta, mas não há necessidade de oferecer-lhes uma cadeira” (Joseph Joubert)


EVANGELHO DE HOJE
Jo 11,19-27 ou Lc 10,38-42

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo João.
— Glória a vós, Senhor!


E muitas pessoas tinham vindo visitar Marta e Maria para as consolarem por causa da morte do irmão. Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi encontrar-se com ele. Porém Maria ficou sentada em casa. Então Marta disse a Jesus:
- Se o senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido! Mas eu sei que, mesmo assim, Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele.
- O seu irmão vai ressuscitar! - disse Jesus.
Marta respondeu:
- Eu sei que ele vai ressuscitar no último dia!
Então Jesus afirmou:
- Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim nunca morrerá. Você acredita nisso?
- Sim, senhor! - disse ela. - Eu creio que o senhor é o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo.



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Alexandre Soledade


Bom dia!
No Evangelho de Lc 10,38-42 (Jesus visita Marta e Maria) narrava a inquietação de uma irmã (MARTA) contrapondo-se com a contemplação amorosa da outra (MARIA). É fato que apenas Lucas e João narram passagens em que essa duas mulheres cruzam a vida de Jesus, mas é sabido também que nos poucos momentos que Jesus buscou o descanso, era na casa delas e de seu amigo Lázaro que Jesus encontrava um abrigo seguro.
Reparem, é outro momento e outra situação.
Naquela narrada em  Lc 10,38-42, vemos uma Marta atribulada com os afazeres e Maria prostrando-se aos pés do Senhor. Muita gente para nessa reflexão, mas convido a reparar o que aconteceu no evangelho de hoje: Dessa vez foi Marta que buscou ao Senhor enquanto Maria ficou a parte. “(…) Quando Marta soube que Jesus estava chegando, foi encontrar-se com ele. Porém Maria ficou sentada em casa“.
Um dia pode ser totalmente diferente do outro… Lembremo-nos: outro momento, outra situação.
Quantas pessoas de fé e testemunho de vida certo dia foram surpreendidas pela apatia da sensação de impotência em virtude de um fato, uma situação, uma tragédia? Quantas tempestades surgiram “do nada” sucumbindo até mesmo aqueles que já se consideravam maduros na fé? Maria, aquela que um dia se pôs aos pés do Senhor em contemplação, vivia talvez um dia sem esperança.
Saibam que esse deve ser um dos motivos que levam muitas pessoas de fé a abandonar tudo que um dia acreditaram, construiram e pregaram a viver uma vida ermitã pelo mundo. Na dor esquecemos os processos naturais da vida e as leis que regem a natureza.
Lázaro, mais adiante é ressuscitado por Jesus, mas inevitavelmente um dia morreria. Assim como hoje sou curado por Deus, um dia, retornando aos velhos hábitos ou com o avançar dos dias e dos anos, fatalmente voltariam os problemas respeitando assim a fisiologia natural do nosso envelhecimento. Lembre-se que Jesus sempre nos faz voltar melhor após encontrá-lo.
O que Marta encontrou em meio à dor da perda do seu irmão? A PAZ!
Enquanto Maria demonstrava o abatimento natural daquele que perdeu uma batalha, Marta, a que não parava, dessa vez fez a escolha certa e também não lhe foi retirada “(…) Se o senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido! Mas eu sei que, mesmo assim, Deus lhe dará tudo o que o senhor pedir a ele”.
Portanto se o momento de agora é diferente do seguinte é importante entender que existem altos e baixos que deverão ser encarados com naturalidade e perseverança na fé. Dificilmente ficaremos o tempo inteiro no monte (contemplativo, na graça, flutuando) e também o tempo inteiro na planície (aridez, tibieza, secura), se conseguimos ver isso passaremos a entender que os tropeços são inerentes ao ato de caminhar, mas cada um é livre pra escolher por onde e que terreno deseja aprender a fazê-lo.
Um dia após o outro, mas em todos, independentemente se ensolarado ou chuvoso, rendamos graças a Deus e Nele busquemos forças e um espírito perseverante. Davi entendeu profundamente esse pensamento.
“(…) É em vós, Senhor, que procuro meu refúgio; que minha esperança não seja para sempre confundida. Por vossa justiça, livrai-me, libertai-me; inclinai para mim vossos ouvidos e salvai-me. Sede-me uma rocha protetora, uma cidadela forte para me abrigar: e vós me salvareis, porque sois meu rochedo e minha fortaleza. Meu Deus, livrai-me da mãos do iníquo, das garras do inimigo e do opressor, porque vós sois, ó meu Deus, minha esperança. Senhor, desde a juventude vós sois minha confiança. Em vós eu me apoiei desde que nasci, desde o seio materno sois meu protetor; em vós eu sempre esperei. Tornei-me para a turba um objeto de admiração, mas vós tendes sido meu poderoso apoio. Minha boca andava cheia de vossos louvores, cantando continuamente vossa glória. Na minha velhice não me rejeiteis, ao declinar de minhas forças não me abandoneis”. (Salmo 70, 1-9)
Santa Marta, ensina-nos a ver vida, a esperança e a chance e esquecer a morte, o desânimo e o fim.
Um imenso abraço fraterno.





VIDA SAUDÁVEL


Higiene do sono inadequada


Prevenir é a palavra de ordem da medicina atual.
A maioria dos adolescentes têm um sono tão bom que nos faz crer que para dormir basta atirar-se a qualquer hora em qualquer sofá.
Após os 35 anos, porém, o sono vai se tornando frágil e passa a exigir mais cuidados.
As regras de higiene do sono são para ajudar você a obter o máximo benefício de suas horas de sono. Infelizmente elas não funcionam para todos, principalmente para quem está nos extremos de idade ou sofrendo de distúrbio do sono ou problema de saúde. Se elas não funcionarem para você, procure as páginas sobre insônia e sonolência, veja se tem distúrbio do sono e faça os testes para tentar chegar ao seu diagnóstico.
Anote tudo sobre seu sono em um diário do sono e converse com seu médico. A falta de higiene do sono é incompatível com a manutenção de sono de boa qualidade e alerta completo diurno. A queixa de quem cuida mal do sono pode ser tanto de insônia como de sonolência excessiva (teste sua sonolência).
Alguns maus hábitos são: .
Horários variáveis de deitar e levantar; .
Permanecer períodos freqüentes e longos na cama; .
Uso rotineiro de produtos contendo álcool, tabaco ou cafeína antes de deitar; . Exercícios próximos da hora de deitar; .
Envolver-se em atividades excitantes ou emocionalmente perturbadoras muito próximo da hora de deitar; .
Uso freqüente da cama para atividades como assistir televisão, ler, estudar, comer; .
Dormir em cama desconfortável, colchão de má qualidade, cobertas inadequadas, etc; .
Permitir que o quarto de dormir seja excessivamente iluminado, abafado, desordenado, quente, frio ou que, de alguma forma, não convide ao sono; .
Desempenhar atividades que exijam alto nível de concentração imediatamente antes de deitar; .
Permitir que ocorram na cama atividades mentais como pensar, planejar, relembrar, etc.
Os estudos em Laboratórios do Sono permitiram separar os fatos com base científica das opiniões que eram simples mitos. Alguns conselhos você não pode deixar de conhecer. Hoje está claro que o sono não é apenas um desligamento do cérebro para seu descanso mas sim um estado ativo, cíclico, complexo e mutável com profundas repercussões sobre o funcionamento do corpo e da mente na vigília do dia seguinte. O sono não é diferente do exercício ou de outros estados da vida. Exige uma preparação, ambiente adequado e a mente livre de preocupações.
Fonte: Clínica do Sono Dr. Denis Martinez





MOMENTO DE REFLEXÃO


A gente tem um nível de exigência absurdo em relação à vida, queremos que absolutamente  tudo dê certo, e às vezes, por aborrecimentos mínimos, somos capazes de  passar um dia inteiro de cara amarrada.
Dou um exemplo trivial, que acontece todo dia na vida da gente...
É quando um vizinho estaciona o carro muito encostado ao seu na garagem, ou pode ser na vaga do estacionamento do shopping.
Em vez de simplesmente entrar pela outra porta, sair com o carro e tratar da sua vida, você bufa, pragueja, esperneia e estraga o que resta do seu dia.
Eu acho que esta história de dois carros alinhados, impedindo a abertura da porta do motorista, é um bom exemplo do que torna a vida de algumas pessoas melhor, e de outras, pior.
Tem gente que tem a vida muito parecida com a de seus amigos, mas não entende por que eles parecem ser tão mais felizes.
Será que nada dá errado pra eles?
Dá aos montes.
Só que, para eles, entrar pela porta do lado, uma vez ou outra, não faz a menor diferença.
O que não falta neste mundo é gente que se acha o último biscoito do pacote.
Que audácia contrariá-los!
São aqueles que nunca ouviram falar em saídas de emergência:
Fincam o pé, compram briga e não deixam barato.
Alguém aí falou em complexo de perseguição? Justamente. O mundo versus eles.
Eu entro muito pela outra porta, e às vezes saio por ela também.
É incômodo, tem um freio de mão no meio do caminho, mas é um problema solúvel. E como esse, a maioria dos nossos problemões podem ser resolvidos assim, rapidinho.
Basta um telefonema, um e-mail, um pedido de desculpas, um deixar  barato.
Eu ando deixando de graça...
Pra ser sincero vinte e quatro horas têm sido pouco pra tudo o que eu tenho que fazer, então não vou perder ainda  mais tempo ficando mal-humorado.
Se eu procurar, vou encontrar dezenas de situações irritantes e gente idem. Pilhas de pessoas que vão atrasar meu dia.
Então eu uso a porta  do lado e vou tratar do que é importante de fato.
Eis a chave do mistério, a fórmula da felicidade, o elixir do bom humor, a razão por que parece que tão pouca coisa na vida dos outros dá errado.
Quando os desacertos da vida ameaçarem o seu bom humor, não estrague o seu dia... Use a porta do lado e mantenha a sua harmonia.
Lembre-se, o humor é contagiante, para o bem e para o mal.
Sorria, e contagie todos ao seu redor com a sua alegria.
 A Porta do  lado pode ser uma boa entrada ou uma boa saída...
Experimente!



Autoria: Dr. Dráuzio Varella 

Diário de Segunda-feira 28/07/2014



Segunda-feira, 28 de julho de 2014


"Mesmo que tenhas dez mil plantações, só podes comer uma tigela de arroz por dia; ainda que a tua casa tenha mil quartos, nem de dois metros quadrados precisas para passar a noite." (Provérbio chinês)



EVANGELHO DE HOJE
Mt 13,31-35

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!


1Depois que Judas saiu do cenáculo, disse Jesus: "Agora foi glorificado o Filho do Homem, e Deus foi glorificado nele. 32Se Deus foi glorificado nele, também Deus o glorificará em si mesmo, e o glorificará logo.
33aFilhinhos, por pouco tempo estou ainda convosco. 34Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros. 35Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se tiverdes amor uns aos outros".



Palavra da Salvação
Glória a vós Senhor.






MEDITAÇÃO DO EVANGELHO
Pe. Antonio Queiroz


Não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.
O Evangelho de hoje tem duas partes: 1) A hostilidade de Herodes para com Jesus. 2) Palavras duras de Jesus contra Jerusalém.
Jesus estava a caminho para Jerusalém, cujo governador era Herodes, quando um grupo de fariseus lhe diz: “Tu deves ir embora daqui, porque Herodes quer te matar”.
Já havia matado João Batista, e agora tenta desfazer-se de Jesus, intimidando-o, para que se afastasse do seu território. Herodes tinha medo de os profetas, com a sua influência sobre o povo, desestabilizarem o seu poder e o seu prestígio.
Mas Jesus é um profeta corajoso. Ele responde: “Ide dizer a essa raposa: eu expulso demônios e faço curas hoje e amanhã; e no terceiro dia terminarei o meu trabalho... Porque não convém que um profeta morra fora de Jerusalém”. Foi uma referência à sua ressurreição, três dias após a sua morte. Ele disse, em outras palavras, que seu compromisso é com Deus Pai e com mais ninguém, e que não são ameaças que vão mudar o seu trabalho.
“Não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.” Por quê? Porque Jerusalém, no Antigo Testamento sempre foi palco dos grandes acontecimentos religiosos, partidos tanto da bondade de Deus como da maldade do povo.
“Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas...” Jesus se refere à recusa do povo em receber os enviados de Deus. “Eis que vossa casa ficará abandonada”. É uma referência à destruição de Jerusalém, acontecida anos depois. São ameaças proféticas que não deixam de ser mais um convite ao povo para a conversão.
Jesus não procurou a morte, mas também não correu dela. Ele não queria morrer – como qualquer ser humano não quer morrer – e sim viver o máximo possível aqui na terra para fazer o bem e consolidar o Reino de Deus. Mas quando colocaram a morte no seu caminho, ele não arredou o pé, ele não arreda o pé da missão que recebera do Pai.
Quando S. Pedro, diante do perigo da condenação de Jesus em Jerusalém, sugeriu a ele que não fosse para lá, Jesus lhe deu uma resposta pesada: “Vai para trás de mim, satanás! Tu estás sendo para mim uma pedra de tropeço, pois não tens em mente as coisas de Deus, e sim as dos homens!” (Mt 16,23). “Coisas de Deus” é fazer a vontade de Deus, confiando nele e arriscando até a vida terrena. “Coisas dos homens” é querer salvar a vida terrena, mesmo que se afaste um pouco da vontade de Deus. Jesus caminhava para Jerusalém porque fazia parte da sua missão recebida do Pai.
Que bom se nós fôssemos assim! “Haja entre vós o mesmo sentir e pensar que no Cristo Jesus” (Fl 2,5).
“Se alguém quer me seguir, tome a sua cruz...” (Mc 8,34).
“Jesus Cristo me deixou inquieto, com as palavras que ele proferiu. Nunca mais eu pude olhar o mundo sem sentir aquilo que Jesus sentiu” (Música do Pe. Zezinho).
Vamos colocar a busca da vontade de Deus acima de tudo na nossa vida.
Havia, certa vez, um padre que tinha em seu quintal uma seriema. E a casa paroquial ficava ao lado da igreja. Esta seriema cantava cada vez que se tocava o sino chamando o povo para a Missa. O interessante é que, em outros momentos, podiam tocar o sino à vontade que ela não cantava. Mas, tocou para a Missa, pronto, ela cantava. E cantava alto, como que querendo ajudar o sino a chamar o povo.
Deus criou o mundo em perfeita harmonia. Até os animais obedecem a Deus e “querem” que nós lhe obedeçamos. Que, devido à nossa desobediência, Jesus não tenha de dizer a nós o que disse a respeito de Jerusalém: “Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas... Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas, mas tu não quiseste!”
A firmeza de Maria Santíssima, cujo coração foi transpassado pela espada de dor, seja para nós um exemplo e um incentivo. Santa Mãe das Dores, rogai por nós.
Não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.





MOTIVAÇÃO NO TRABALHO


A Missa é a mesma há 2.000 anos
Escrito por Luiz Marins


Certa vez, eu estava falando sobre a necessidade do atendimento excelente e de cumprir o que prometer. Eu falava também sobre a importância essencial da qualidade nos produtos e na assistência pós-venda.
Um dos participantes do treinamento se levantou e disse:
- Professor Marins, ouço o senhor falar a mesma coisa há mais de trinta anos!
Eu não tive outra resposta a não ser dizer:
- A Missa tem 2.000 anos e é a mesma.
Precisamos compreender que há certas coisas que não podem mudar. Não são conceitos da moda ou do momento. São eternos. Os valores morais, éticos são eternos. Mentir, roubar, enganar - apenas para tomar três exemplos - são coisas que não devemos fazer hoje, como era errado fazer no século XVI ou III a.C. Nunca houve um tempo, na história da humanidade, em que mentir fosse uma virtude.
Da mesma forma é na empresa. Há certos conceitos que devemos repetir incessantemente. Não devemos nos envergonhar de falar deles o tempo todo. Fazer um atendimento excelente; cumprir o que prometer; ser ágil e rápido - apenas para citar três coisas - serão sempre fundamentais para o sucesso de uma empresa. Portanto, devem ser repetidas sem cessar, até mesmo quando essas virtudes empresariais já estiverem estabelecidas na empresa. Um erro comum é querermos inovar nossos treinamentos e entulharmos os colaboradores com novos conceitos, novos comportamentos e assim, deixarmos os conceitos fundamentais e comportamentos essenciais esquecidos.
Para termos sucesso na empresa é preciso que decidamos o que realmente queremos de nossos colaboradores e, com esse foco claro e definido, fazer com que todos compreendam o foco e implementem o que foi decidido. Não devemos ter medo de repetir o foco incessantemente. Um hábito só se instala pela repetição daquele comportamento. Da mesma forma, são os conceitos, as normas, os padrões.  É preciso perder a vergonha de repetir a necessidade do cumprimento de normas e padrões e, mais que isso, perder a vergonha de exigir o seu exato cumprimento.
A Missa é a mesma há 2.000 anos. Quem muda é quem vai à Missa, que se torna diferente à medida que a vida muda. Os valores essenciais não mudam e não podem mudar. É a consistência a esses valores que nos dará a salvação.
Assim também é a fidelidade a valores imutáveis que salvará a nossa empresa do fracasso.
Pense nisso. Sucesso!




MOMENTO DE REFLEXÃO


Nossa vida é semelhante a uma casa de muitas janelas, que possibilita contemplar várias paisagens.
O problema é que muitos fazem da vida uma casa de uma só janela.
E ali, ficam debruçadas, por anos.

Quando alguém age assim, o foco da sua atenção fica limitado, impossibilitando-o de ver outros horizontes.
Na vida, por vezes temos que mudar de janela, para contemplar o novo ao nosso redor.

Precisamos fechar algumas janelas para que outras sejam abertas...
A Uma janela que precisa ser fechada é a do ressentimento.
Quem fica debruçado nesta janela olha a vida pelo ângulo da amargura,
do desencanto, da tristeza.
A pessoa ressentida perde a confiança no amor, não investe em novos relacionamentos, fecha as portas para o perdão e tem visão muito negativa da vida.

Mude de janela!

Abra a janela do coração para o perdão.
Perdoar é expressar a arte de amar!
O perdão e o amor se entrelaçam.
A janela do perdão nos faz mais humanos, mais tolerantes,mais cheios de graça e beleza interiore abre para nós a janela do perdão de Deus,
Mt. 6:15.

A outra janela que precisa ser fechada é a do medo.
Esta é terrível.
Milhares de pessoas estão imóveis nesta janela.
Somente vêem os perigos, os obstáculos, as dificuldades.
Na mente delas não existem sonhos, só pesadelos.

Conta-se que, numa terra em guerra, havia um rei que causava espanto.
Sempre que fazia prisioneiros, não os matava: levava-os a uma sala onde havia um grupo de arqueiros de um lado e uma imensa
janela de ferro do outro, sobre a qual viam-se gravadas figuras
de caveiras cobertas por sangue.
Nesta sala ele os fazia enfileirar-se em círculo e dizia-lhes, então:
"Vocês podem escolher entre morrerem flechados por meus arqueiros ou saltarem por aquela janela e por mim serem lá trancados".

Todos escolhiam serem mortos pelos arqueiros.
Ao terminar a guerra, um soldado que por muito tempo servira ao rei dirigiu-se ao soberano:

-Senhor, posso lhe fazer uma pergunta?
-Diga, soldado.
-O que havia por detrás da assustadora janela?
-Vá e veja você mesmo.

O soldado, então, abre vagarosamente a janela e, à medida em que o faz, raios de sol vão adentrando e clareando o ambiente...
E, finalmente, ele descobre, surpreso, que a janela se abria sobre um caminho que conduzia à LIBERDADE !!!

Quantas janelas deixamos de abrir pelo medo de arriscar?
Quantas vezes perdemos a liberdade e morremos por dentro, apenas por sentirmos medo de abrir a janela de nossos sonhos?

Mude de janela!

Troque a janela do medo, pela da coragem, da ousadia,
"porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder,de amor e de moderação." 2 Tm 1:7

Contemple a vida, através da janela da coragem a qual proporciona uma visão de conquistas, desafios e vitórias.

A mais uma janela que precisa ser fechada é a do passado.

Terrível é a vida dos que se fixam na janela do passado.
Não vêem nada em sua frente a não ser motivos para lamentar-se.
Quem vive debruçado sobre o passado não consegue vislumbrar o futuro.
São pessoas que vivem do passado, lastimando:

- Ah! Quando eu era criança, quando eu era solteiro! Ah! Se o tempo voltasse!
"Jamais digas:
Por que foram os dias passados melhores do que estes?
 Pois não é sábio perguntar assim." Ec 7:10

Troquemos os 'por quês' da vida (visão do passado)para os 'para quês' (visão do futuro).

Mude de janela!

Mude para a janela da esperança.
Ela nos faz sonhar com dias melhores.

Nada pode ser triste quando se tem esperança!
A esperança é a âncora da alma!
"Regozijai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação,na oração perseverantes." (Rom 12:12)

Quem quer vencer na vida, precisa ter a reflexão no passado, os pés no presente e os olhos no futuro, e caminhar sempre nessa direção!...

Mude de janela!
Você não está só.
O Deus da esperança está com você para que seja "rico de esperança".
Outra janela significa novos sonhos, novos começos, novos dias.



De Ivanildo Reis